De Paris para Blois

Ontem foi nosso último dia de passeios por Paris, hoje nos restou dizer adeus a cidade, pegar “nosso” carro e nos dirigimos para o Vale do Loire. Claro que isso não seria assim tão simples. Sair de Paris de carro é complicado, tem bastante transito, até parece São Paulo. Fiquei com a impressão de que qualquer pessoa que consegue sobreviver no transito de São Paulo tira de letra o transito em outras cidades. O GPS nos salvou e nos colocou na rota correta para Blois.

A estrada estava super movimentada, acho que eles estão de férias, ou algo assim, pois os carros estavam todos lotados, com crianças, bicicletas, animais de estimação… Paramos num posto no meio da A10 para almoçarmos. Incrível é que até a comida de um posto de gasolina na frança consegue ser boa. Tínhamos bastante chão pela frente, e a voz do GPS foi nos guiando. Fomos amadores em não analizar a rota que o GPS criou, seria bem mais fácil do que confiar no aparelho. Aqui as placas da estrada realmente informam as direções.

Chegamos em Blois, que foi capital francesa lá por 1500 ou 1600, estávamos cansados da estrada. O hotel que reservamos na véspera era bom e muito bem localizado, quase na frente do Châteu de Blois. Logo saímos para a rua, para visitar o castelo e ver a cidade. O castelo é bastante interessante, foi construído em partes, cada rei fez um bloco. São vários estilos de arquitetura reunidos em uma praça. Hoje começou a temporada do show de Luz e Música do castelo, aproveitamos para comprar o ingresso conjuto.

Visitamos todo o castelo e ainda era cedo, tínhamos algumas horas até o show de Luz e Música. Passeamos pelo centro de Blois, uma cidade muito charmosa, com bastante história para contar. Entramos na melhor loja de coisas para chá e café, queria comprar a loja inteira, ainda bem que eles já estavam fechando.

O show começou pontualmente às 22h, realmente vale a pena. Mesmo eu que não entendo francês achei legal. A Nanda entendia a narração e achou mais legal ainda. Nosso único problema foi não termos planejado a janta antes do show. Quando acabou, às 22h30, todos os restaurantes da cidade estavam fechados. Então, cuidado, no interior da frança tudo fecha às 22h, sem perdão.