Hamburg / Berlin & Potsdam

Mais uma viagem de trem, mas essa foi curta só uma hora e quarenta minutos. Viajar de trem é muito prático, não tem que passar por revistas, desmanchar a bagagem de mão, tirar sapatos, etc. Além do fato de que os trens não atrasam e se atrasam é por apenas alguns minutos. Peguei meu trem às 10h05 na Hamburg Hauptbahnhof (Hbf), estava vazio, sentei numa poltrona com mesa na frente, muito bom! Pena que não tinha tomada, não pude recarregar o notebook.

Estava um pouco apreensivo com a minha chega à Berlin, não sabia se eu iria achar o Hartmut, amigo de uma amiga da minha mãe, que gentilmente aceitou me hospedar por uns dias. Mas tudo deu certo, desci do trem e logo descobri quem devia ser ele. Ele é um senhor muito simpático! Para chegar na casa dele pegamos o S-Bahn até a estação de Wannsee, a última antes do inicio da zona C do metrô e começo de Potsdam. Da estação até a casa dele fomos de carro, fazia semanas que não andava de carro! Acho que a última vez foi um taxi em portugal.

Deixei minhas malas na casa dele e fomos almoçar, ele me levou num restaurante com comida típica alemã na beira do Wannsee. O restaurante fica numa antiga casa de madeira russa, de 1800 e alguma coisa (ainda não é dos russos da DDR). Comi uma carne enrolada, dentro tinha bacon, brocolis, e mais alguma coisa. Estava muito bom!

Depois do almoço fomos até Potsdam, que é apenas alguns minutos aqui da casa do Hartmut. Potsdam é a cidade vizinha de Berlin mais famosa, nela aconteceram várias das reuniões do pós-guerra. Ela também é famosa pelos vários castelos, que os diversos reis prussianos construiram. Visitamos o jardim dos vários castelos, e passamos na frente do castelo de Sanssouci. Num dos cantos do castelo está o túmulo do rei, junto com oito ou nove túmulos dos cachorros do rei! Isso sim é que é amar os seus cachorros!

O jardim, que na real é um grande parque, deve ser lindo no verão, mas como é inverno, a maioria das árvores estava sem folhas e também várias esculturas estavam protegidas da neve, com verdadeiras casas de madeira por cima delas! O parque fica há duas quadras do centro antigo da cidade. Caminhamos até lá, o Hartmut ficou num café, pois estava cansado. Ah, antes disso eu levei um susto com ele. Ele tropeçou na calçada e caiu, ainda bem que era areia e grama. Ele riu do incidente e eu fiquei bem nervoso!

Na Altstadt (cidade velha) ainda há várias casas do tempo dos reis, várias foram reconstruidas e restauradas, mas a grande parte ainda é antiga mesmo. Caminhei um pouco pela rua principal, observando o comércio e as casas. Já estava escuro, então voltamos para casa. Para completar o dia, saímos mais tarde para jantar, fomos num restaurante italiano. Vi que a minha estada por aqui será ótima!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *